Uma vida, me conduz. Neste mundo quimera. Provocando-me sentimentos, que nascem e morrem em mim.

autor
António Almeida
Enviar um comentário