Abre os olhos, pára de sonhar, corre pela estrada, mesmo em desalinho. Beija o sol, a terra, o mar, o ar, as pedras que te vão magoar e segue o caminho. 

 autor 
António Almeida
Enviar um comentário