Em tempos de paz, o homem come e não reza; em tempos de guerra, o homem reza e não come - não incluindo os que sempre comem das rezas dos outros.


autor
António Almeida
Enviar um comentário