Se crescemos com os ataques constantes da vida, mais crescemos com os golpes duros da pessoa mais querida.

autor
António Almeida

Enviar um comentário