Não ponha à prova o seu olhar. Olhe, com bons olhos tudo e todos, com benevolência.

autor
António Almeida
Enviar um comentário