Quantas vezes nos nega um sorriso, quem tanto amamos e contudo continuamos amando.

 autor
António Almeida
Enviar um comentário