Talvez um dia tu compreendas, que és para mim, uma pessoa muito especial, sim. Não porque, te diferencies, te desprendas, mas porque és exatamente igual a mim.


autor
António Almeida
Enviar um comentário