Pois estou convencido de que, nem Deuses nem Demônios, nem Igrejas nem Mesquitas, nem Cristos nem Profetas, nem Santos nem Anjos, nem o passado nem futuro, nem quaisquer outros poderes espirituais, nem qualquer outra coisa será capaz de nos mudar se não nos amarmos uns aos outros no presente, sem politicas nem religiões.

autor
António Almeida
Enviar um comentário