A crença a Deuses e a Demônios, não passam muitas das vezes de um fracasso do homem não querer pensar na realidade dos factos específicos do tempo que um ser existe, entre o seu nascimento e a sua morte, com os seus problemas, seus medos, e o que faz realmente de facto por aqui no orbe. Querendo uma resposta imediata da sua existência. E há um pequeno grupo de homens, que pensam por todos os outros, por interesses próprios, com mitos, lendas, histórias e leis, para os quais, todos os outros aceitam e agem de boa fé. Sendo pecadores por acreditarem nesses grupos, que lhes roubam a felicidade, em seus venefícios.


autor
António Almeida
Enviar um comentário