Quem ama, mesmo que esteja solitário, não importa onde, jamais sofrerá de solidão; pode morrer de saudades, mas não está só. 

 autor 
António Almeida
Enviar um comentário