Não me podes evitar esta minha louca paixão por ti, mas podes-me matá-la.

autor
António Almeida
Enviar um comentário