A perda de quem amamos que nunca nos amará não é perda - é sorte. 

 autor 
António Almeida
Enviar um comentário