Todos nos cruzamos por acaso e entramos nas vidas dos outros com ou sem motivos.

autor
António Almeida
Enviar um comentário