Quando os olhos ensaiam desejos, os lábios abrem-se aos ensejos.


autor
António Almeida
Enviar um comentário