Tem orgulho, não das árvores que plantas, mas sim dos frutos que alimentarás quem precisa.


autor
António Almeida
Enviar um comentário