Meu olhar, não pode ver o olhar, por quem chora. 


autor
António Almeida