Podemos escolher pessoas, mas nunca podemos escolher os nossos pais.


autor
António Almeida