Um choro pode arrombar uma alegria, mas não a despedaça para sempre.

autor
António Almeida
Enviar um comentário