No meu espaço, entre o nascer e morrer, vida... sou um simples amador... sempre alegre... continuando a agir. Essa é a melhor maneira de resolver os meus problemas... pois vivo tão pouco tempo, para não me preocupar mais do que isso.

autor
António Almeida
Enviar um comentário