Num tempo de falsidades, quem fala a verdade, é ignorado, ou condenado.


autor
António Almeida


Enviar um comentário