Cristo está morto por políticas de interesses: e, há razão das políticas de interesse, convêm andarem pessoas a ler histórias entre capítulos e versículos, para não verem os interesses das políticas.

 autor 
António Almeida
Enviar um comentário