Entre os amores, que eu já tive, amores, de uma grande cegueira. Só o mais misterioso em mim mantive, porque me levou a lugares a onde eu não estive, nem sentidos da mesma maneira. 

 autor 
António Almeida
Enviar um comentário