Meu amor anda por aí; não precisas de o seguir. Precisas de o sentir!


autor
António Almeida