Faça a teia. Mas não se esqueça que pode vir a ser a vítima da sua própria teia. 

 autor 
António Almeida