O cúmulo da malandragem, é venderem água a onde chove a preços absurdos.


autor
António Almeida