De nada serve ao homem lamentar-se constantemente da sua miserável vida, se nada fizer por ela.

autor
António Almeida
Enviar um comentário