Quem perde um amor recente
Não deve chorar constantemente
Pois deve é se sentir feliz e contente
Mais vale de saudades ficar carente
Que entregar o amor a quem não sente


autor
António Almeida