Duvide da verdade de um homem, mas nunca de um homem de verdade.


autor
António Almeida