Quando é feriado religioso, até ateu descansa. Graças a Deus.

autor
António Almeida