O homem criou um Deus perfeito... tão perfeito... tão perfeito... em que tudo que fez, foi mais que perfeito... até chegar a ele. Aí parou; confia em Deus, e entusiasmou-se sorrindo, porque viu que tinha uma grande imaginação.

autor
António Almeida