Eu devoro a vida, antes que a vida me devore a mim.

autor
António Almeida