Por vezes, é tão bom ter um regaço, para as lágrimas abandonar.

autor
António Almeida
Enviar um comentário